Sativa e Indica

Sativa e Indica - Tudo que Você Precisa Saber

Os termos mais comuns que você ouvirá ao mergulhar no mundo da maconha medicinal são Sativa e Indica. Esses nomes se referem aos dois principais tipos de maconha, e cada um fornece efeitos e benefícios diferentes. Embora essas classificações sejam amplas, elas podem lhe dar uma idéia do que esperar ao usar cada uma delas, ajudando a determinar que tipo de maconha você deve comprar para si.

Abaixo está um guia simples para ajudá-lo a entender tudo o que você precisa saber sobre Sativa e Indica:

Indica

Indica é um tipo de planta de cannabis que cresce em climas frios, principalmente nas regiões montanhosas. As plantas índicas são mais curtas e possuem uma estrutura de flores ou brotos muito mais densa que a sativa.

Os principais efeitos do Indica no corpo incluem alívio da dor, sedação, relaxamento e euforia. Eles são conhecidos por serem o tipo de maconha que é melhor para dar aos usuários uma sensação de calma e tranquilidade, tornando o Indicas uma ótima substância para aliviar dores e inflamações crônicas. Indica também pode ajudar a induzir o sono e combater a insônia.

Sativa

Este tipo de cannabis é normalmente encontrado em regiões com climas tropicais. As sativas têm uma estrutura mais alta, o que as faz parecer árvores. Ao contrário das índicas, as sativas são menos densas quando se trata de estrutura de botões.

Os principais efeitos da sativa incluem humor elevado, euforia e apetite induzido. Sativa é perfeito para tratar distúrbios de humor e também é ótimo para combater náuseas e enxaquecas.

Híbridos

Híbridos são cruzamentos entre Indica e Sativa. Eles oferecem uma combinação dos efeitos de ambas as classificações. No entanto, a força dos efeitos de um híbrido dependerá do tipo mais dominante. Por exemplo, se um híbrido é mais sedativo do que indutor de apetite, ele se inclina mais para Indica do que para Sativa, embora possa ter atributos de ambos.

Além disso, os diferentes tipos de cannabis são mais um espectro entre os efeitos, dependendo dos fatores contribuintes, como suas plantas-mãe. Eles são conhecidos como "linhagens" e variam de acordo com o perfil da planta de um híbrido específico.

Fatores contribuintes para a classificação de deformação

A seguir, são apresentados alguns exemplos de fatores que contribuem para a classificação de cepas:

Canabinóide ou os compostos químicos encontrados nas plantas de cannabis. Esses compostos atuam nos receptores do corpo e os dois receptores conhecidos da maconha incluem Canabidiol (CBD) e Tetra-hidrocanabinol (THC).

A principal diferença entre esses dois compostos é que o THC tem efeitos psicoativos no usuário e o CBD não. O THC também é o que ajuda a aliviar a dor e estimular o apetite, enquanto o CBD se inclina mais para os benefícios medicinais.

Outro fator que contribui para a classificação das deformações é Terpenos, que é o cheiro de uma cepa específica de maconha. Os compostos de terpenos afetam o aroma de uma planta de cannabis e também atuam nos receptores, fornecendo benefícios medicinais, como elevação do humor e alívio da dor.

Conclusão

Sativa e Indica são os dois portões para o mundo inteiro da maconha. A combinação dos dois tipos pode levar a várias cepas que oferecem uma variedade de benefícios, dependendo do tipo dominante. Saber a diferença entre Sativa e Indica fornecerá uma melhor compreensão das diferentes linhagens e o que seria adequado para suas necessidades.

Se você está procurando Sementes de CBD ou sementes de cânhamo no Reino Unido, entre em contato conosco hoje na Coffee Shop Seeds! Temos uma grande variedade de sementes que certamente satisfarão sua experiência.

We Social #039; re Spread the Love